5 erros que não devemos cometer na compra do primeiro imóvel

5 erros que não devemos cometer na compra do primeiro imóvel

O intenso momento em que decidimos comprar o tão sonhado primeiro imóvel pode durar mais tempo do que desejamos. Principalmente quando tomamos algumas atitudes erradas, que só nos atrapalham e prolongam mais ainda o tempo de termos as chaves em nossas mãos. Não, não estamos falando de trapacear ou agir de má fé, mas algo um pouco mais comum, que são os erros que podemos cometer nessa breve e memorável trajetória.

Errar por conta do medo, teimosia ou até por falta de informações é algo mais comum do que parece e não devemos nos sentir mal por conta disso, acontece nas melhores famílias. Mas, o que realmente pode ser feito é compreender, estudar muito e ler as dicas que vamos lhe mostrar abaixo, listando os 5 erros mais comuns que devem ser evitados.

LEIA MAIS: 7 Dúvidas frequentes sobre financiamento imobiliário

5. Não procurar ajuda de um profissional

Nos últimos tempos, com a internet facilitando diversas transações e compras, criou-se a falsa de ideia de que comprar um imóvel apenas olhando os sites especializados é a coisa certa e econômica a se fazer. Porém, a falta de um corretor de imóveis faz com que o cliente fique totalmente exposto a sofrer golpes, ou acabar gastando mais do que deve, até por não se ter noção de alguns valores referentes ao mercado imobiliário, algumas taxas que podem sair gratuitas etc.

Compreenda que o corretor de imóveis não irá lhe atrapalhar de nenhuma forma, pelo contrário, não obter ajuda profissional na hora de comprar o seu primeiro imóvel é utilizar do famoso “jeitinho brasileiro” e, muito provavelmente, acabar gerando arrependimentos.

LEIA MAIS: Entenda importância de um corretor de imóveis!

4. Visitar o imóvel apenas uma vez

Desde quando você consegue resolver o lugar que você vai morar nos próximos 30 anos, ou até o final da vida, em 10 minutos? Comprar o primeiro imóvel é uma fase muito importante e que requer paciência. Por isso, é extremamente necessário que o cliente visite o imóvel pelo menos 3 vezes.

É de extrema importância que o cliente faça várias visitas para avaliar com muito cuidado se o espaço suprirá suas necessidades diárias, da sua família, caso tenha uma, ou até mesmo se suprirá caso queira constituir uma futuramente. Visitar mais de uma vez serve também para que se avalie não só o imóvel, mas as redondezas, a estrutura do prédio (caso seja apartamento), a vizinhança etc. Você só irá conhecer mesmo o imóvel se for lá em diversos horários e dias, para conversar com outros moradores, donos de comércios, funcionários etc.

3. Não considerar as taxas extras de documentação

A falta de pesquisa e estudo na hora da compra do primeiro imóvel é uma das coisas que mais geram empecilhos e surpresas no meio do caminho das transações. Isso porque muitos não se programam para as taxas extras, isto é, tudo que é gasto além do imóvel por si só. Para não cometer este erro, eis uma dica: acompanhe o blog da imobiliária Capriatti! Aqui temos vários textos que explicam de maneira simples e direta, todos os processos e gastos na compra do primeiro imóvel.

LEIA MAIS: Como funciona a documentação gratuita?

2. Não ter noção das formas de pagamento

Este erro é mais frequente quando o cliente faz o que falamos no item 5, isto é, quando opta por comprar e resolver tudo por si só. Antes de qualquer decisão de compra ser tomada, o cliente precisa pesquisar muito, não só os diversos tipos de imóveis, mas as formas de pagamento. Compreendendo as várias formas de financiamento, se elas cabem e quais cabem em seu bolso, como o programa Minha Casa Minha Vida, que oferece várias vantagens para clientes de diversas faixas de renda, ou até mesmo a nova modalidade de crédito atrelada ao IPCA.

LEIA MAIS: 5 vantagens do programa Minha Casa Minha Vida

Também não podemos esquecer do fato mais importante, caso o cliente opte por financiamento, as simulações! Deixar de fazer simulações é um erro mais comum do que se imagina e pode fazer com que o cliente deixe de escolher alguma forma que ajude mais o seu bolso.

LEIA MAIS: Por que você deve simular o seu crédito antes de comprar um imóvel?

Em relação a noções de formas de pagamento, vale lembrar que o cliente também não pode esquecer de planejar-se financeiramente, não deixando de saber que os gastos de um financiamento bancário devem constituir apenas 30% de sua renda, para que não o atrapalhe financeiramente e nem que deixe de pagar por algum motivo.

1. Impulso

Mesmo que muitos itens que abordamos acima sejam um pouco culpa deste aqui, é necessário abrir um só para ele. Principalmente para ressaltar que nunca se deve comprar um imóvel por impulso. Compreenda que comprar um imóvel é um momento que requer paciência principalmente porque as escolhas que você fizer neste momento irão ecoar, no mínimo, pelos próximos 30 anos. Por mais que você sinta aquele amor à primeira vista ao entrar no imóvel, dedique muito do seu tempo e do seu lado mais racional a compreender o porquê dele não ser perfeito, olhando atentamente os detalhes e quaisquer possíveis imperfeições.

Também quebre as suas próprias expectativas sempre que puder, não para ser uma pessoa negativa, mas para compreender que nesse momento é preciso controlarmos as nossas emoções, para evitar entrar em grandes furadas. Como comprar um imóvel que pesará no bolso mais do que deveria ou até mesmo comprar um que no dia a dia, note-se que não suporta sua rotina, que não tem linhas de transporte muito próximas, supermercados, farmácias, escolas, segurança e etc.

Respire fundo e reflita que sempre terá um imóvel melhor que aquele e que suprirá mais suas demandas.

LEIA MAIS: 10 etapas que você irá percorrer para comprar o primeiro imóvel.

Lembrando que outra forma que impossibilitará você de cometer algum erro é escolher trabalhar ao lado de um dos profissionais da Imobiliária Capriatti. Aqui nós estaremos juntos com você desde de a primeira conversa, até depois da entrega das chaves, conferindo se tudo está de acordo em relação ao seu perfil, se não houve nenhum engano e claro, comemorando junto a realização de um sonho tão importante. Lembre-se: o melhor momento de sair do aluguel é agora!

LEIA TAMBÉM:
6 motivos para sair do aluguel imediatamente!
6 Dicas para não se estressar na hora da mudança!
Crédito imobiliário para negativado, é possível?

#NósTemosSeuPrimeiroImóvel