10 etapas que você irá percorrer para comprar o primeiro imóvel.

10 etapas que você irá percorrer para comprar o primeiro imóvel.

Do momento que se toma a decisão de sair do aluguel para estar realmente com as chaves em mãos, existem várias etapas importantes. Como ou por onde começar, segue sendo uma das maiores dúvidas que cercam quem quer comprar o seu próprio imóvel e, quanto menos você sabe ou se organiza da maneira correta, mais complicado e confuso esse processo pode ser. Podendo deixar um gosto amargo na boca em um momento tão importante e marcante em nossas vidas.

Pensando nisso, listamos 10 etapas que você irá percorrer para comprar o primeiro imóvel, nos baseando nas experiências que temos aqui, na Imobiliária Capriatti, com os nossos clientes ao longo dos anos.

É bom reiterar que não existem etapas exatas. Mas, obviamente a maioria das pessoas irão passar por elas, visto que algumas são praticamente obrigatórias para o processo de compra se concretizar. Mas, no geral, as selecionamos nos baseando na melhor forma de você se organizar e ter mais tranquilidade na hora de comprar o tão sonhado primeiro imóvel!


1. Planejamento financeiro

Resolveu que vai comprar o seu imóvel? Certo, mas sua vida financeira está organizada? Antes de qualquer coisa, organizar sua vida financeira é fundamental. Uma dica é que você monte uma planilha ou anote em um caderno, quanto ganha, quais são os seus gastos fixos mensais (Contas de luz, água etc; gastos básicos, dívidas e etc) e estabeleça quanto realmente sobre por mês.

1.1. Quite todas as suas dívidas

Se o seu CPF está sujo por conta de dívidas e você quer comprar por meio de um financiamento bancário, busque resolver isso antes de qualquer coisa. Entre em contato com os credores, renegocie de acordo com as suas condições, para quitá-las o mais rápido possível. Uma dica: caso tenha mais de uma dívida, busque pagar as menores antes e depois resolva as de maior valor.

1.2. Poupando

Para melhorar as suas parcelas, melhorar a sua entrada no imóvel e ter um valor separado para os gastos das documentações, uma boa dica é poupar um valor mês a mês. Faça uma análise de quanto você ganha, quanto você gasta, para separar quanto você pode guardar, sem correr o risco de cair na tentação de acabar gastando esse valor.

Outro ponto é que você precisa mudar certos hábitos de consumo se realmente deseja investir em um imóvel. Compre somente o necessário, pense sempre duas vezes antes de gastar em algo, mesmo que seja aquela besteirinha de supermercado. Isso vale para gastos maiores, não corra o risco de acabar entrando em uma nova dívida antes de comprar o imóvel.

2. Procurar profissionais de confiança

Muitas pessoas acabam se atrapalhando antes de adquirir o primeiro imóvel ou pagam um preço alto pelas consequências de não dar o devido valor de procurar profissionais de confiança, para lhe auxiliar da maneira correta no processo de compra.

Um bom profissional vai ser seu amigo de confiança, principalmente auxiliando na decisão dos próximos passos. Tome cuidado ao ir na onda de algum conhecido que vai te indicar um amigo do amigo dele, isso pode acabar lhe dando mais dores de cabeça.

Por isso nós da Imobiliária Capriatti estamos aqui! Estaremos ao seu lado durante todo o processo, pois acima de tudo trabalhamos com honestidade e tiramos qualquer dúvida possível.

3. Defina o valor que você possa investir

Depois de ter economizado, defina quanto você pode investir, fale com o profissional de confiança e ele irá lhe mostrar os apartamentos que você pode comprar, fará uma simulação para compreender melhor a sua situação etc.

4. Escolha a melhor forma de pagamento

Definindo o valor que você tem para investir, você já pode começar a escolher a forma de pagamento que mais lhe agrada e que se adequará ao seu bolso. São eles:

Pagamento à vista

São poucas pessoas que conseguem realmente pagar um imóvel à vista, caso você se enquadre, as vantagens disso são bem claras: sem prestações e sem preocupações futuras! Depois de pagar, é sentar e relaxar!

Financiamento Imobiliário

O método de financiamento imobiliário é o mais comum na hora da compra do imóvel, principalmente quando se trata do primeiro imóvel. Em sua maioria, é exigida a entrada de 20% a 30% do valor do imóvel, baseando-se na renda familiar.

Para clientes com uma renda um pouco mais apertada, o Programa Minha Casa Minha Vida pode ser uma ótima opção, ele é indicado para quem tem uma renda fixa de até no máximo R$ 9.000,00.

4.3. Financiar com a construtora

Se o objetivo é comprar um imóvel novo ou na planta, há também a opção de financiar direto com a construtora. As vantagens deste financiamento é que o fluxo de pagamento geralmente é flexibilizado pelo vendedor, para facilitar a aquisição.

5. Defina o tipo de imóvel que você precisa

5.1. Estabeleça suas necessidades

Muitas pessoas acabam entrando em um estado de ansiedade na hora de comprar o primeiro imóvel e podem acabar escolhendo o errado. No momento de começar a procurar um imóvel, você precisa se atentar a alguns detalhes importantes:

  • Localização: Perto do seu trabalho ou da zona urbana? Deseja um local mais perto de escolas, supermercados, farmácias e outros pontos que irão suprir as suas necessidades?
  • Tamanho do imóvel: pretende ter filhos? Porque isso irá fazer com que você pense sobre se quer um lugar maior ou menor.
  • Condomínio: Deseja um prédio que forneça um local de lazer? Como piscina, salão de festas e churrasqueira. 

Essas questões irão lhe ajudar a não correr o risco de dar um passo maior que a perna, já que se trata de um alto investimento e de longa duração.

5.2. Escolha o tipo de imóvel

Depois de traçar as suas necessidades que você precisa encontrar em um imóvel, você precisará decidir se irá investir em um imóvel novo, na planta ou usado.

  • Imóvel novo

As vantagens de se ter um imóvel novo, é que você pode ter a possibilidade de financiá-lo 100%, você ainda terá um espaço em perfeitas condições, como as instalações hidráulicas e elétricas.

  • Imóvel na planta

Já comprar um imóvel na planta te dá vantagens de ter acesso a um preço mais acessível, infraestrutura moderna, facilidades de pagamento, valorização imobiliária e até personalização prévia.

  • Imóvel usado

Imóveis usados também podem apresentar boas vantagens, como ter um preço atrativo, um tamanho maior, uma mudança mais rápida e também um grande potencial de valorização.

Decidido isto, agora você poderá entrar em contato conosco e pesquisar os imóveis que se enquadram na sua decisão e em quanto você pode investir.

6. Faça uma simulação

Muitas pessoas desavisadas comentem o erro de ir diretamente visitar os imóveis baseados em suas preferências e, com isso, correm o risco de se decepcionar quando descobrem que o imóvel que amaram, não cabem em seu orçamento. Por isso, é essencial que antes de tudo você faça uma simulação online e depois vá visitar.

7. Conheça o imóvel

Após a simulação, você finalmente poderá conhecer o imóvel ou o planejado que tem interesse. Neste momento você precisará estar atento(a) a todos os detalhes do lugar, principalmente se for usado. Ver ao vivo se ele está dentro do que espera e se você consegue imaginar sua vida naquele lugar.

Uma dica é que você visite todos os lugares possíveis que caibam em seu orçamento, tente usar a razão ao invés da emoção e não se apegue de cara no primeiro que conhecer. Quanto mais imóveis você visitar, mais vai ter opções de negociação e de escolha.

Vale lembrar que as vantagens de se contratar uma imobiliária para lhe auxiliar neste momento é que alguns imóveis excelentes são disponibilizados exclusivamente para a imobiliária, isto é, estes você não vai achar em nenhum site ou portal de vendas.

8. Finalizar o negócio

Pronto, você está bem perto de adquirir o seu imóvel! Mas, agora é um dos momentos que mais exigem calma e muita atenção. Isto porque você lidará com vários processos, independentes da forma de pagamento escolhida. Será muita papelada para finalizar a documentação exigida e estas documentações precisam estar em ordem para providenciar todas as certidões que irão lhe solicitar.

Em caso de financiamento você terá que passar pela entrevista com o banco, assinar os documentos e começar a pagar todo o resto. Vale lembrar que para o financiamento coletivo funcionar, você precisa estar livre de dívidas, ser honesto quanto aos valores etc.

Neste momento, mais do que nunca você precisará da orientação de um profissional e com certeza a Imobiliária Capriatti estará com você!

9. Documentação

Por mais que pareça, ainda não acabou! Agora você vai ter de lidar com algumas documentações e o pagamento delas, como ITBI, Escritura Pública e Registro de Imóvel. Vale lembrar que algumas documentações extras podem existir e elas dependem de cada região.

LEIA MAIS: Entenda as documentações necessárias para comprar um imóvel

Não considerar ou não ser informado da existência das taxas extras envolvidas nesse tipo de transação é um erro extremamente grave e que pode atrapalhar muito a renda do cliente que vai se surpreender com novos custos. Por isso, sempre tenha um valor reservado para a documentação. Eles podem variar de região para região e costumam corresponder a 4% do valor do imóvel.

Fale com um de nossos especialistas e encontre imóveis com DOCUMENTAÇÃO GRÁTIS

10. Conclusão

Na verdade, não existe uma etapa 10. Neste momento é necessário que você tenha seguido a grande maioria das etapas e dicas dadas a acima, para tudo correr bem e também para que o sentimento neste momento seja de muita felicidade e não de arrependimento ou qualquer decepção, por ter entrado em alguma furada com alguém de má fé ou coisas do tipo. Por isso, vale reforçar que a Imobiliária Capriatti está aqui para você cumprir todas essas fases de maneira bem aconselhada e, o mais importante, de maneira honesta! Em que o cliente confie de olhos fechados e saiba que estamos proporcionando o melhor que podemos oferecer.

Após essas etapas, lembre-se: o melhor momento de sair do aluguel é agora!

Aqui na Imobiliária Capriatti tudo é assim, feito com coração, para te ajudar a realizar os seus sonhos.

#nóstemososeuprimeiroimóvel!